Seções

Denuncias/Sugestões
Sindicalize-se
Links

Bolsa de Emprego

Cadastro de Currículo
Consulta de Currículo

On line

Últimas Notícias
Notícias Anteriores

Notícias Antigas


Sintonia

 

 

Novos convênios

 



1415

Ultimas Noticias

07.11.2013 - Sindicatos dos Radialistas e dos Jornalistas do DF, de SP e do RJ e Comissão de Empregados da EBC lançam Nota de Repúdio a punições no RJ

Em uma atitude injusta, a EBC aplicou mais uma punição a empregado do quadro. Esta semana foi a vez do funcionário Guilherme de Souza, da Central Técnica do RJ, acusado de ser responsável pela falha que impediu de ir ao ar o programa Roda Viva, que exibia entrevista com Marina Silva.

Se não bastasse uma declaração desastrada do Diretor de Programação, Ricardo Soares, que culpou o “empregado concursado” pela falha, a EBC puniu o funcionário com uma suspensão de dez dias e demitiu o seu chefe imediato. No entanto, o topo da cadeia de comando ficou isento, até agora, de qualquer tipo de reprimenda.

A mesma EBC que reage para dar a suspensão, ignora os problemas da Central Técnica do RJ. Os empregados do setor se revezam 24hs para assegurar que a programação da TV Brasil não saia do ar. Cumprem turnos de 8hs aos finais de semana (acima da jornada legal do radialista), nunca passaram por treinamento, não dispõem de manual para os equipamentos e não conseguem que a EBC pague horas-extras realizadas durante feriados e finais de semana, sobretudo aos domingos.

Para piorar, o empregado punido com a suspensão, no dia do programa da Marina Silva, fazia sua segunda jornada na EBC dentro de um mesmo período de 24hs. O primeiro turno foi entre 24hs do dia anterior e as 6h, portanto, estava sem dormir. Ao todo, a Central Técnica tem cinco empregados, sendo que deveria ter, no mínimo, oito.

Advertência na Gerência de Operações

Semana passada, em uma clara atitude de perseguição, o Iluminador Ricardo Alexandria, que vem se empenhando em organizar seu setor contra o acúmulo de função, também foi punido. Ele recebeu uma advertência por se recursar a continuar realizando tal prática, em situação totalmente irregular, segundo a lei dos radialistas.

Neste caso, mesmo depois de provocada pelo próprio funcionário, em vez de resolver o problema, que é de todo o setor, a EBC penalizou um único empregado, em mais uma clara atitude de perseguição da Gerência de Operações – um dos setores mais sobrecarregados e ilegais no RJ e que vem distribuindo advertências na mesma medida que descumpre o ACT.

Diante desse quadro, REQUEREMOS que a advertência a Ricardo Alexandria e a suspensão dada Guilherme Souza sejam retiradas imediatamente e que os setores sejam regularizados.

Os empregados da EBC não podem ser responsabilizados por uma sequencia de erros que só poderiam ser evitados pela empresa. Além disso, avaliamos que a punição é o mecanismo menos eficiente para se corrigir falhas, seja de quem for, em um ambiente democrático e plural que deve ser o da comunicação pública.



Impressos


Rua Barão do Teffé, 252 - Bairro Menino Deus - Porto Alegre-RS CEP:90160-150

Fones:(51)3029.4730, 3233.3500, 3019.6730 e 3024.4164

webmail / Todos Direitos Reservados 2012