Seções

Denuncias/Sugestões
Sindicalize-se
Links

Bolsa de Emprego

Cadastro de Currículo
Consulta de Currículo

On line

Últimas Notícias
Notícias Anteriores

Notícias Antigas


Sintonia

 

 

Novos convênios

 



1447

Ultimas Noticias

14.11.2013 – Sergipe: Radialistas e Jornalistas aprovam contraproposta patronal de 8% de reajuste

Em assembleia realizada na noite de terça-feira, 12, radialistas e jornalistas aprovaram a nova contraproposta apresentada pelo sindicato patronal. Pela proposta apresentada pelos empresários, o piso salarial das duas categorias será reajustado em 8%, retroativo ao mês de maio, data base dos comunicadores. A diferença não paga neste período será creditada aos trabalhadores em duas parcelas, sobre os salários de janeiro e fevereiro de 2014.

O sindicato patronal também atendeu a uma antiga reivindicação dos radialistas, que é a criação do piso salarial para os trabalhadores da área administrativa de rádio e TV, estipulado inicialmente em R$ 750,00, também retroativo a maio.

Os patrões também se prontificaram a atender outra reivindicação das duas categorias: instalação de equipamento de vigilância eletrônica nas dependências das empresas de comunicação, objetivando dar maior segurança aos profissionais no desempenho de suas atividades.

Outras duas reivindicações, a tabela para os jornalistas e o plano de saúde (médico e odontológico), serão discutidas posteriormente entre os três sindicatos.

Na avaliação dos presentes à assembleia, que aconteceu na sede do Sindicato dos Radialistas, houve um mínimo avanço no ponto de reajuste salarial, com ganho real de quase 1,5%, percentual acima da inflação.

Para o jornalista e radialista Paulo Sousa, presidente do Sindicato dos Jornalistas de Sergipe (SINDIJOR), a contraproposta patronal representa ganho real no bolso dos jornalistas, mesmo não sendo o reajuste que as duas categorias desejavam e merecem.

“Apesar das dificuldades que as duas categorias encontraram nesse período de negociação, acredito que conseguimos avançar, mesmo não sendo o reajuste que queríamos e merecemos. De qualquer forma foi muito importante o diálogo dos dois sindicatos com os empresários da comunicação. Mostramos a eles que era preciso avançar e valorizar os jornalistas e radialistas. Posso dizer que avançamos no que foi possível”, analisa Paulo.

O presidente do Sindicato dos Radialistas de Sergipe (Sterts), Fernando Cabral, também avalia como um avanço a contraproposta patronal. Ele atribui o ganho real obtido nesta convenção a união das duas categorias.

“Acho que nós conseguimos avançar em nossa convenção coletiva. Não foi tudo que nós queríamos, mas é um avanço que não pode ser negado. E tenho certeza que as duas categorias permanecendo unidas em 2104, vamos avançar muito mais. É preciso que os patrões reconheçam a importância dos comunicadores de Sergipe e adotem uma política de valorização constante. É bom para nós trabalhadores e para os patrões também”, avalia Cabral.

Com a aprovação da contraproposta pelas duas categorias, a convenção será assinada pelos três sindicatos em reunião na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE).



Impressos


Rua Barão do Teffé, 252 - Bairro Menino Deus - Porto Alegre-RS CEP:90160-150

Fones:(51)3029.4730, 3233.3500, 3019.6730 e 3024.4164

webmail / Todos Direitos Reservados 2012