Seções

Denuncias/Sugestões
Sindicalize-se
Links

Bolsa de Emprego

Cadastro de Currículo
Consulta de Currículo

On line

Últimas Notícias
Notícias Anteriores

Notícias Antigas


Sintonia

 

 

Novos convênios

 



2638

Ultimas Noticias

20.08.2014 - A RBS e o seu jeito de ser e fazer

VP do Grupo RBS participou da 10ª edição do CBJ (Imagem: Nathália Carvalho)

 

A matéria a seguir, publicada no site Comunique-se, na noite de ontem, é a piada do dia. Ela traz declarações do Vice-presidente do Grupo RBS, Deli Matsuo, mais conhecido como Japa. O discurso, inclusive reproduzido em slide show é a mais pura maquiagem e ilustra a falsa imagem que querem vender para a sociedade. No entanto, sabemos que na prática as coisas não funcionam bem assim, pois recentemente dispensaram centenas de trabalhadores. “O nosso jeito de ser é o que nos diferencia e nos orienta para o alto desempenho e geração de resultados. Com a prática dos nossos valores, fazemos da RBS um lugar propício para o desenvolvimento e realização das pessoas, atraindo e retendo talentos.”

Eu acredito em Papai Noel, e você? Confira o texto de Nathália Carvalho, na íntegra:

 

"As pessoas querem trabalhar no jornal não para ganhar dinheiro, mas para mudar a sociedade", diz VP do Grupo RBS

 

"O impresso forma a opinião do público. As pessoas querem trabalhar no jornal não para ganhar dinheiro, mas para mudar a sociedade. Se você recruta quem quer ganhar dinheiro, você está recrutando mal". A declaração é do Vice-presidente do Grupo RBS, Deli Matsuo, que falou sobre gestão durante o 10º Congresso Brasileiro de Jornais. Em sua opinião, é preciso mexer no processo como as pessoas operam as empresas e preparar a cultura para a mudança. O executivo participou do CBJ no painel "O papel da gestão de pessoas na competitividade das empresas de mídia".

No Grupo RBS, Matsuo afirma que ferramentas de gestão de pessoal foram implementadas. "Queremos os melhores funcionários. Aqueles que querem tirar nota sete e passar de ano não servem para a gente", explicou. Para o executivo, é preciso saber diferenciar quem é bom de quem é ruim. "Meritocracia é isso. Se você não mantém boa relação com os melhores, eles vão embora. Você tem um time, precisa desenvolver pessoas, fazer com que elas cresçam profissionalmente".

Entre os investimentos do Grupo RBS em RH, estão o cuidado no processo de recrutamento, treinamento e a disponibilização de cursos de mestrado por meio de parceria com universidades federais. Outro ponto está ligado ao clima organizacional que, segundo Matsuo, precisa estar correto. "Se você quer ter talentos, isso precisa estar alinhado". Atualmente, o VP enxerga que a estratégia do grupo puxou a de Recursos Humanos, mas que isso deve mudar. "Foi nossa responsabilidade achar um modelo que atendesse a empresa. Mas, em breve, será ao contrário. A estratégia do RH é quem vai ditar o futuro".



Impressos


Rua Barão do Teffé, 252 - Bairro Menino Deus - Porto Alegre-RS CEP:90160-150

Fones:(51)3029.4730, 3233.3500, 3019.6730 e 3024.4164

webmail / Todos Direitos Reservados 2012