Seções

Denuncias/Sugestões
Sindicalize-se
Links

Bolsa de Emprego

Cadastro de Currículo
Consulta de Currículo

On line

Últimas Notícias
Notícias Anteriores

Notícias Antigas


Sintonia

 

 

Novos convênios

 



322

Ultimas Noticias

19.02.13 - Sinterp/Ba justifica representação e ganha duas causas contra Rede Bahia

 

As maiores causas vencidas nos tribunais em toda história do Sindicato dos Trabalhadores em Rádio, Tv e Publicidade da Bahia (SINTERP/BA). Assim podem ser classificadas as decisões contrárias a Rede Bahia, maior grupo de comunicação do norte-nordeste do país. Duas emissoras da Rede foram condenadas a pagar indenizações aos funcionários por acúmulo de práticas que degradam o ambiente laboral: TV Bahia e TV Norte.

A 24º vara do Tribunal Regional do Trabalho de Salvador penalizou a Tv Bahia Ltda por meio do colegiado da 5° Turma, que decidiu por unanimidade no dia 29 de janeiro o ressarcimento material a todos os funcionários vinculados a categoria a partir de dois eixos: irregularidades no pagamento da hora extra e ocultação de créditos. Já a 2º turma da 36º vara deferiu o pedido do SINTERP por irregularidades no acúmulo de funções e ocultação de créditos na Tv Norte.

A coordenação colegiada do Sinterp/BA defende que a decisão que vai inclinar os empresários a rever as práticas no estado. "A Rede Bahia representa o grupo radiodifusor com maior poder político e econômico no estado. Antes era muito difícil conseguir vencer contra este setor, agora a justiça é viabilizada por uma maior organização do sindicato e um novo momento político do País", comenta a direção.

A relatora do processo da TV Bahia foi a desembargadora Maria Adna Aguiar do Nascimento, e considerou irregular a documentação utilizada pela empresa na distribuição das horas extras: acordos celebrados, fichas financeiras e cartões de ponto, foram invalidados por não conterem a assinatura do trabalhador e tachadoscomo "confeccionados de forma unilateral pela empresa". A peça judicial formulada pelos advogados do SINTERP também mencionou que não existe acordo ou convenção coletiva que preveja a compensação de jornada extra, ao que foi endossado pelo tribunal.

Na TV Norte foi considerado irregular a celebração de “duplo contrato” para os trabalhadores que exerçam funções em setores diferentes. Por isso, a emissora da Rede Bahia situada em Juazeiro, além de pagar indenização terá a obrigação de anotar na carteira de trabalho as nomenclaturas das funções nas formas exigidas nos Decretos e Leis que regulamentam a profissão de Radialista.

Conforme convenção coletiva do SINTERP/BA as duas emissoras também foram multadas pela não exibição dos créditos no final dos programas, tendo que regularizar a situação a fim de evitar novas penalidades. "É obrigatório aparecer o nome dos profissionais por trás das câmeras, e não apenas o apresentador. O produtor executivo, comentarista, câmera, operador de VT, auxiliar de câmera, sonoplasta, contra regra, discotecário e iluminador..., todos eles são responsáveis pelo conteúdo e precisam ter o devido reconhecimento da atividade”, defende a coordenação do SINTERP/BA.

As ações foram acompanhadas pelo escritório de advocacia Adilson Afonso de Castro e associados, tendo vários sócios diretores e contaram com apoio dos advogados parceiros, bem como toda a equipe do escritório. Nos dois casos cabem recursos no Tribunal Superior do Trabalho (TST). Redação: site Sinterp



Impressos


Rua Barão do Teffé, 252 - Bairro Menino Deus - Porto Alegre-RS CEP:90160-150

Fones:(51)3029.4730, 3233.3500, 3019.6730 e 3024.4164

webmail / Todos Direitos Reservados 2012