Seções

Denuncias/Sugestões
Sindicalize-se
Links

Bolsa de Emprego

Cadastro de Currículo
Consulta de Currículo

On line

Últimas Notícias
Notícias Anteriores

Notícias Antigas


Sintonia

 

 

Novos convênios

 



4507

Ultimas Noticias

15.01.2016 - Funcionários dos Diários Associados realizam paralisação após atraso salarial

Os funcionários do jornal Estado de Minas, dos Diários Associados, decidiram interromper suas atividades na última quinta-feira (14/1), pelo segundo dia consecutivo, por conta do atraso do pagamento do 13º salário e descumprimento de outros direitos trabalhistas.

Segundo o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais, representantes dos Diários Associados e dos quatro sindicatos de trabalhadores – jornalistas, radialistas, empregados na administração e gráficos -, devem realizar uma nova reunião na próxima terça-feira (19/1).

Na TV Alterosa, que também pertence ao grupo, os empregados decidiram promover interrupções diárias de duas horas, nos dois turnos de trabalho. Uma nova paralisação ocorrerá na segunda (18/1) e terça-feira (19/1).

Nesta sexta (15/1), todos trabalharão normalmente na emissora e no jornal. Os funcionários devem realizar novas assembleias na próxima quarta-feira (20/1). “Temos que valorizar a nossa luta, porque só assim a empresa ouve os trabalhadores”, destacou o presidente do Sindicato, Kerison Lopes.

De acordo com a entidade, devido à paralisação da última quinta-feira (14/1), o jornal circulou com um número menor de páginas, matérias frias e de agências de notícias. Lopes reforçou que a negociação com os Diários Associados não apresentou resultados. “A empresa mente e não cumpre o que promete. Ela só entende quando paramos o trabalho”, disse, ao reiterar que foi após as paralisações que a empresa pagou 25% do 13º.

O presidente do Sindicato denunciou o assédio moral praticado pela empresa, o que fez com que alguns dos empregados não aderissem à greve. Ponderou ainda que o grupo de comunicação é dono de um grande patrimônio e que não falta dinheiro para cumprir suas obrigações. "Isso é roubo. É o dinheiro dos trabalhadores que está sendo desviado”, acrescentou, referindo-se ao recolhimento do FGTS e da Previdência, que não estão sendo feitos, além de outros benefícios. Fonte: Portal Imprensa



Impressos


Rua Barão do Teffé, 252 - Bairro Menino Deus - Porto Alegre-RS CEP:90160-150

Fones:(51)3029.4730, 3233.3500, 3019.6730 e 3024.4164

webmail / Todos Direitos Reservados 2012