Seções

Denuncias/Sugestões
Sindicalize-se
Links

Bolsa de Emprego

Cadastro de Currículo
Consulta de Currículo

On line

Últimas Notícias
Notícias Anteriores

Notícias Antigas


Sintonia

 

 

Novos convênios

 



512

Ultimas Noticias

04.04.2013 - Record: demissões repercutem na Câmara com leitura de carta

As inúmeras demissões na TV Record do Rio de Janeiro, onde os funcionários são mantidos sob permanente clima de tensão há mais de um ano, continuam repercutindo nacionalmente.

Durante sessão na Câmara dos Deputados, no último dia 27 de março, o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) leu a Carta Aberta à Sociedade assinada pelo Sindicato dos Radialistas do Estado e pelo Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio.

A carta, divulgada no dia 19 de março, durante manifestação dos dois sindicatos na porta da emissora, em Benfica, foi enviada a parlamentares de diversos partidos. Ela está disponível em nosso site no link a seguir: http://www.radialistas-rs.org.br/index.php?act=listaultimasnoticias&id=454

No documento, os sindicatos lembram que as demissões em massa — 40 em apenas um dia — acontecem apesar dos altos lucros declarados pela empresa de Edir Macedo.

Em seu pronunciamento, Chico Alencar afirmou que “o direito à comunicação começa com o respeito aos profissionais da área.” E falou também da precarização das condições de trabalho na Record, onde os funcionários demitidos são substituídos por outros sem carteira assinada, contratados irregularmente como pessoas jurídicas.

Leia a seguir o pronunciamento do parlamentar:

“Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados e todo(a)s o(a)s que assistem a esta sessão ou nela trabalham:

Situação preocupante na Rede Record: desde o ano passado uma série de demissões e corte de direitos dos empregados têm deixado em pânico os trabalhadores da empresa.

No dia 19/03, o Sindicato dos Radialistas do Estado do Rio de Janeiro e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio lançaram uma nota contundente – que registro nos anais da Casa – com cobrança à empresa por “seriedade no trato com seus trabalhadores e também no diálogo com a sociedade”.

A resposta da Record, no entanto, foi realizar novas demissões na última sexta-feira (22/03). O Sindicato dos Jornalistas e o Sindicato de Radialistas apresentaram então denúncia à Procuradoria do Trabalho para que se apurem as demissões em massa sem justificativa econômica e a contratação de profissionais sem carteira assinada, como pessoas jurídicas.

O direito à comunicação começa com o respeito aos profissionais da área. Seguiremos acompanhando e cobrando uma solução positiva para este caso

CARTA ABERTA À SOCIEDADE

Rede Record reza a cartilha de demissões

Para a Rede Record, pelo menos no Rio de Janeiro, seus problemas financeiros são culpa dos empregados que diariamente levam a programação ao ar. É esse o recado que a direção da empresa deixa ao anunciar demissões de profissionais de diferentes áreas e classificá-las como “reestruturação”. Em apenas um dia – a terça-feira 19 de março – 40 profissionais foram demitidos.

Alguns dos problemas recentes: tentativa de corte de férias de jornalistas e radialistas, fim do pagamento dobrado do feriado trabalhado, mudança do plano de saúde – para pior –, atraso no salário de trabalhadores contratados como pessoas jurídicas, dispensas, dispensas e mais dispensas. A cartilha de Edir Macedo reza pelo corte de funcionários sem nenhuma preocupação com a responsabilidade social de uma empresa e com os transtornos familiares dessas demissões.

O milionário Templo de Salomão é erguido em São Paulo, o dono da empresa tem seu próprio avião a jato e ostenta uma fortuna de R$ 1,9 bilhão, segundo a revista norte-americana Forbes. Ao mesmo tempo, a Rede Record aumenta seu faturamento em 15% na comparação entre 2011 e 2012 e o setor de telecomunicações é beneficiado por desonerações de impostos. Mas, de olho unicamente nos lucros, a emissora já dispensou 85 radialistas e jornalistas desde o ano passado. Profissionais que se dedicaram durante anos à construção da emissora.

Fica aqui um novo aviso ao presidente da Record Rio, Cláudio Rodrigues. Espera-se de uma empresa que detém uma concessão pública seriedade no trato com seus trabalhadores e também no diálogo com a sociedade. As últimas movimentações da emissora de Edir Macedo caminham, no entanto, para o lado contrário, com absoluta falta de respeito aos seus funcionários.

Agradeço a atenção,

Sala das Sessões, 27 de março de 2013.

Chico Alencar

Deputado Federal, PSOL/RJ”



Impressos


Rua Barão do Teffé, 252 - Bairro Menino Deus - Porto Alegre-RS CEP:90160-150

Fones:(51)3029.4730, 3233.3500, 3019.6730 e 3024.4164

webmail / Todos Direitos Reservados 2012