Seções

Denuncias/Sugestões
Sindicalize-se
Links

Bolsa de Emprego

Cadastro de Currículo
Consulta de Currículo

On line

Últimas Notícias
Notícias Anteriores

Notícias Antigas


Sintonia

 

 

Novos convênios

 



5144

Ultimas Noticias

22.07.2016 - Vem aí o fim da Era Vargas

A postagem a seguir é de autoria do jornalista Juremir Machado e foi publicada em seu blog no Correio do Povo, ontem (21). Solicitamos especial atenção a sua leitura:

 

Um novo tempo começa.

Preparem-se.

Nunca mais será como antes.

De volta ao paraíso

 

A crise passou. Como que por mágica. Um truque que nem Mister M conhece. O céu carregado desanuviou. A tempestade se foi. Já não cai um ministro de Michel Temer por semana. Até se especula que mais um acusado de corrupção assumirá a pasta do Turismo. Quem se importa? O país vai bem. Quem baterá panelas? A hora é de pacificação. Panela no fogo. A mídia anuncia sinais de retomada da confiança pelo mercado. Nada de substancial foi feito, mas o mercado está mais contentinho. O FMI já prevê crescimento de 0,5 no PIB de 2017.

Aqui e ali, ouvem-se denúncias de irregularidades. O jornalista norte-americano Glenn Greenwald acusou o jornal Folha de S. Paulo de manipulação escandalosa de uma pesquisa de opinião para favorecer Michel Temer. Sumiu a opção por novas eleições. Greenwald observou depois da pesquisa do DataFolha: “A manchete principal impressa pela Folha, que rapidamente se alastrou pelo país como era de se esperar, dizia que metade do país deseja que Temer permaneça como presidente até o fim do mandato que seria de Dilma no final de 2018”. Que salto.

O jornalista, porém, não se convenceu: “Esse resultado não foi apenas surpreendente por conta da ampla hostilidade com relação a Temer revelada pelas pesquisas anteriores, mas também porque simplesmente não faz sentido”. Nada faz sentido. Ou faz sentido empresas como Odebrecht e Globo receberem isenção de impostos durante a Olímpiada do Rio de Janeiro? Esse norte-americano só pode ser comunista. Fica metendo o bedelho em nossas coisas. Segundo ele, “apenas 3% dos entrevistados disseram que desejavam a realização de novas eleições, e apenas 4% disseram que não queriam nem Temer nem Dilma como presidentes, porque nenhuma dessas opções de resposta encontrava-se disponível na pesquisa”. Uau! Que é isso, DataFolha?

Glenn Greewald foi mais fundo: “É simplesmente incorreto alegar (como fez o gráfico da Folha) que apenas 3% dos brasileiros acreditam que ‘novas eleições são o melhor para o país’, já que a pesquisa não colocou essa pergunta aos entrevistados. E ainda mais prejudicial: é completamente incorreto dizer que ‘50% dos brasileiros acreditam que a permanência de Temer seja melhor para o país’ até o fim do mandato de Dilma. Só é possível afirmar que 50% da população deseja a permanência de Temer se a única outra opção for o retorno de Dilma”.

Michel Temer acena com reformas da Previdência e da legislação trabalhista. Pretende, enfim, dar cabo da Era Vargas. FHC não conseguiu. O mercado esfrega as mãos. O Brasil chegará ao paraíso quando o tal negociado prevalecer sobre o legislado. Como o poder patronal, na hora da negociação, é sempre maior, adivinhem quem ganhará? Dá para entender o otimismo da turma dos camarotes. O trabalho ficará mais barato. Para quem paga. O FMI dá pinotes de alegria. Num país de miseráveis, o Rio de Janeiro dará uma festa luxuosa para convidados internacionais. O prefeito carioca jura que 70% do investido é privado. Como diz um observador atento, totalmente privado, cem por cento dinheiro do contribuinte. O paraíso voltou.



Impressos


Rua Barão do Teffé, 252 - Bairro Menino Deus - Porto Alegre-RS CEP:90160-150

Fones:(51)3029.4730, 3233.3500, 3019.6730 e 3024.4164

webmail / Todos Direitos Reservados 2012