Seções

Denuncias/Sugestões
Sindicalize-se
Links

Bolsa de Emprego

Cadastro de Currículo
Consulta de Currículo

On line

Últimas Notícias
Notícias Anteriores

Notícias Antigas


Sintonia

 

 

Novos convênios

 



7401

Ultimas Noticias

04.06.2018 - Indignação com o descaso da TV Record com nossa Convenção Coletiva

Quero colocar a minha indignação com esse capitalismo escroto e que um dia vai refletir em todos. Na qualidade de diretor do Sindicato estive na TV Record para falar de problemas que estão sendo registrados na emissora. Mas chegando lá a representante do RH já me indagou querendo saber sobre a fonte que me relatou esses problemas.  Disse que não ia falar sobre isso, pois seria falta de ética. Acrescentei não estar lá para causar polêmica e constrangimentos, mas sim para tentar ajudar. Fazia tempo que não me sentia tão mal ante a representante do RH dessa empresa. Aliás, local onde trabalho deste 93.

Fui tratado de certa forma ríspida pela representante que me atendeu. Numa parte da nossa conversa, ela disse que as portas do RH estarão sempre abertas. Pelo tratamento recebido entendi que esta porta a estar sempre aberta só poderia ser a do inferno. Está cada vez pior a relação com a empresa, pois em outros tempos,  tínhamos um bom relacionamento.

Não tiveram a capacidade de me comunicar que trocaram a data de pagamento e do adiantamento, e isso me leva a crer que não faço mais parte da Record. Será que esqueceram que trabalho na emissora? Resolvi atualizar meu cadastro e deixar meu e-mail e telefone para que não cometam o mesmo erro e passem a partir de agora a se comunicarem comigo sobre toda e qualquer nova medida adotada pela empresa e que diga respeito aos seus trabalhadores.

PARA COMPLETAR RECLAMEI SOBRE O DESCONTO SINDICAL, JÁ QUE O MESMO NÃO FOI EFETUADO NO MEU CONTRACHEQUE. SABE QUAL FOI A RESPOSTA DA NOSSA REPRESENTANTE DO RH?

Disse que a lei mudou e que ela foi estruída pelos Advogados a não descontar o imposto sindical, e que só o faria mediante uma carta escrita autorizando o desconto, a ser dirigida para o RH. Quando argumentei que era o oposto, ela me falou que não era isso há 60 anos.

Quanto me falou isso não acreditei no que estava ouvindo. E as reuniões e as assembleias não valem nada?

Nem o próprio SindiRádio eles respeitam.

Isso foi tirado em assembleia e quem não quisesse ser descontado deveria ir ao sindicato e fazer uma carta de próprio punho e não o inverso

Aí me falaram que isso era prática de 60 anos, épocas quando as empresa respeitavam as convenções e os trabalhadores.

Sem mais, muito obrigado pelo tempo dado e me despedi.

 

CARLOS ALBERTO BICUDO SIQUEIRA

 

 

CLÁUSULA QUINQUAGÉSIMA - CONTRIBUIÇÃO SINDICAL

 

50.1. As empresas se comprometem a descontar e repassar os valores da contribuição sindical de que trata o art. 582 da CLT em maio de 2018, caso ocorra a prévia e expressa autorização dos trabalhadores, através de Assembleia Geral Extraordinária da categoria a ser convocada, com 15 (quinze) dias de antecedência, especificamente para tal finalidade.

50.2. A Assembleia Geral Extraordinário deverá ocorrer até março de 2018 e ficará garantido ao trabalhador o direito de oposição à contribuição, pelo prazo de 10 (dez) dias úteis, a contar da data de realização da assembleia. Tal oposição deverá ser comunicada pelo trabalhador, individual e pessoalmente, devidamente protocolada na sede do Sindicato (Rua Barão de Teffé, 252, Menino Deus, CEP 90160-150, Porto Alegre, horário, manhã das 09:30 às 12:00hs, bem como nas subsedes do sindicato ou através de carta registrada no correio (AR), sendo que a última data de postagem aceita será a mesma de encerramento da oposição.

50.3. O sindicato profissional deverá encaminhar as empresas a relação de trabalhadores que se opuseram a contribuição sindical até 5 (cinco) dias úteis após o término do prazo de oposição.

50.4. A contribuição será recolhida em nome do sindicato, através de GRCSU - Guia de Recolhimento de Contribuição Sindical Urbana, do banco Caixa Econômica Federal, conforme determina a legislação, sendo o desconto de exclusiva responsabilidade do Sindicato Profissional. Caso ocorra discussão acerca da matéria, o Sindicato Profissional assume a obrigação de restituir os valores cobrados, podendo ser exigida sua integração em eventual demanda na qualidade de litisconsorte.



Impressos


Rua Barão do Teffé, 252 - Bairro Menino Deus - Porto Alegre-RS CEP:90160-150

Fones:(51)3029.4730, 3233.3500, 3019.6730 e 3024.4164

webmail / Todos Direitos Reservados 2012