Seções

Denuncias/Sugestões
Sindicalize-se
Links

Bolsa de Emprego

Cadastro de Currículo
Consulta de Currículo

On line

Últimas Notícias
Notícias Anteriores

Notícias Antigas


Sintonia

 

 

Novos convênios

 



782

Ultimas Noticias

11.06.2013 - Sindicato de Campina Grande denuncia demissões ilegais na TV Paraíba

Desde a criação do Sindicato dos Radialistas de Campina Grande, no Estado da Paraíba, a TV Paraíba (afiliada da Rede Globo) vem perseguindo dirigentes sindicais e trabalhadores e promovendo demissões ilegais. É o que denuncia a diretoria do sindicato, que formalizou reclamação junto ao Ministério Público do Trabalho e à Superintendência Regional do Ministério do Trabalho e Emprego.

De acordo com as denúncias feitas pelo sindicato ao MPT, na TV Paraíba há casos de trabalhadores dos setores de manutenção técnica e motoristas da UPJ que acumulam a função de iluminadores e operadores de câmeras de estúdio que também acumulam a função de iluminadores. O sindicato ressalta que esses profissionais estão expostos a risco de radiação ionizante e choques elétricos, e sequer recebem o adicional de periculosidade previsto em lei. Empregados dos setores de limpeza e copa também não recebem o adicional de insalubridade.

Além disso, foram demitidos os dirigentes sindicais Antônio Guedes, Eliomar Gouveia, Wellyton Queiroz, Flavio Roberto, Osvani Lima, Paulo Arquilino e Marcélio Henriques.

O Sindicato dos Radialistas de Campina Grande solicitou ao MPT a instauração de procedimento administrativo para investigar o não pagamento de direitos e as perseguições que os trabalhadores vêm sofrendo no ambiente de trabalho. Ao MTE, o sindicato pediu a realização de uma ação de fiscalização na empresa.

“Os membros fundadores do sindicato estão sendo sumariamente demitidos pela TV Paraíba sem justa causa. Funcionários com mais de 20 anos de empresa. A emissora usa como argumento o fato de que a carta sindical ainda não foi emitida pelo Ministério do Trabalho e Emprego e, por isso, os trabalhadores ainda não teriam estabilidade. Mas a estabilidade do dirigente sindical começa na comunicação da candidatura a eleição sindical, de acordo com a CLT”, ressalta o presidente do sindicato, Luciano José Guedes Pinheiro.

“A coisa é muito séria. O respeito é zero e a pressão inacreditável. Não achávamos que a TV Paraíba fosse usar dos métodos que estão utilizando. É uma vergonha para um país sério”, conclui Luciano. (Fonte: Redação Fitert)



Impressos


Rua Barão do Teffé, 252 - Bairro Menino Deus - Porto Alegre-RS CEP:90160-150

Fones:(51)3029.4730, 3233.3500, 3019.6730 e 3024.4164

webmail / Todos Direitos Reservados 2012