Seções

Denuncias/Sugestões
Sindicalize-se
Links

Bolsa de Emprego

Cadastro de Currículo
Consulta de Currículo

On line

Últimas Notícias
Notícias Anteriores

Notícias Antigas


Sintonia

 

 

Novos convênios

 


Guia Sindical

8671

Ultimas Noticias

04.09.2019 - Porto Alegre: Câmara de Vereadores interrompe exposição “Independência em Risco” prevista para ficar em cartaz até 19 de setembro

A direção do Sindicato dos Radialistas do RS se solidariza com os cartunistas gaúchos, vítimas da arbitrariedade e censura por parte do vereador Valter Nagelstein (MDB) e acatada pela presidente da Câmara, Mônica Leal (PP), que impediram a continuidade da exposição Independência em Risco.

 

Desenho de Vecente é um dos que integravam a exposição. Foto: Divulgação / CMPA

 

A mostra foi retirada de cartaz nesta terça-feira (3/9) e reunia desenhos de 19 cartunistas da Grafistas Associados do Rio Grande do Sul (Grafar). A abertura da exposição Independência em Risco aconteceu nesta segunda-feira.  Os 36 desenhos de humor deveriam ficar expostos até o dia 19 de setembro, no segundo andar da Câmara Municipal de Porto Alegre. A mostra alusiva à independência do Brasil tinha trabalhos de: Edgar Vasques, Santiago, Vecente, Dóro, Elias, Alexandre Beck, Alisson Affonso, Bier, Bruno Ortiz, Edu Oliveira, Eugênio, Gui Moojen, Hals, Kayser, Koostela, Latuff, Nik, Schroder e Uberti.

Em suas redes sociais, o cartunista e  ex-presidente da FENAJ  (Federação Nacional dos Jornalistas), Celso Schroder criticou o fato: “A jornalista e vereadora Monica Leal na Presidência da Câmara de Vereadores de Porto Alegre atende pedido do vereador Valter Nagelstein e manda retirar a exposição de cartuns “Independência em Risco” inaugurada ontem. O humor gráfico dos cartunistas brasileiros resistiu à ditadura militar principalmente a partir do Pasquim, o Rio Grande do Sul manteve esta tradição através da Grafar, organização que montou esta exposição proposta pelo vereador Marcelo Sgarbossa.”

 

Cartunistas presentes na inauguração da Exposição. Foto: Tânia Meinerz/divulgação

 

Em nota publicada no seu site, o Sindicato dos Jornalistas, trata o cancelamento como censura: “O Sindjors – Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul – e a Fenaj – Federação Nacional dos Jornalistas – repudiam, com veemência, a posição do vereador Valter Nagelstein (MDB) de impedir a permanência da exposição de cartuns “Independência em Risco”, que abriu na segunda-feira (02/09), na Câmara Municipal de Porto Alegre. Um dos trabalhos censurados é do ex-presidente do Sindjors e da Fenaj, Celso Augusto Schröder…  A diretoria do Sindjors repudia toda atitude de censura, repressão ou cerceamento de trabalho de profissionais da imprensa, assim como defende a total liberdade de expressão e de atuação dos nossos colegas.”

Segundo a presidente da Câmara, Mônica Leal (PP), “O espaço da Câmara é destinado para exposições de arte memória histórica. O Vereador Marcelo Sgarbossa enviou solicitação através do sistema SEI (processo eletrônico) e colocou na justificativa exposição de cartum, intitulado” Rir é Risco” com uma foto de amostra do teor da mesma. Foi para a Relações Públicas que verificou data, local e enviou para a Diretoria Geral que aprovou. Hoje pela manhã recebi ligação de uma senhora indignada com a exposição, eu fiquei surpresa e fui conferir. Haviam charges ofensivas. Pessoas defecando e o Presidente do Brasil lambendo a botina do Presidente dos EUA. O respeito, bom senso e a razoabilidade, princípios básicos que devem orientar o poder público, não podem ser deixadas de lado.”

 

O vereador Marcelo Sgarbossa(PT) considera que houve um “Golpe contra a democracia e a opinião divergente.” Já para Valter Nagelstein(MDB), a Câmara não é o local correto para esse tipo de mostra. “O presidente da República, gostemos ou não dele, é a autoridade constituída. E a autoridade dele vem do voto. Temos uma lei maior no país que se chama Constituição Federal. Um prédio público precisa ser um espaço de respeito às leis e às autoridades constituídas. Uma exposição naqueles termos deve ocorrer na sede de um partido político, num espaço adequado à crítica que se propõe, não no acesso ao Plenário da Câmara, embaixo da galeria dos ex-presidentes do parlamento municipal. Se eles acham que o presidente é lambe botas do Trump, mostrem isso nos espaços deles.”

 

Mostra deveria ficar em cartaz até 19 de setembro.

 

Com informações de: http://felipevieira.com.br/site/porto-alegre-camara-de-vereadores-interrompe-exposicao-alusiva-a-independencia-prevista-para-ficar-em-cartaz-ate-19-de-setembro/

 

 

 

 



Impressos


Rua Barão do Teffé, 252 - Bairro Menino Deus - Porto Alegre-RS CEP:90160-150

Fone:(51)3233.3500

webmail / Todos Direitos Reservados 2012