Seções

Denuncias/Sugestões
Sindicalize-se
Links

Bolsa de Emprego

Cadastro de Currículo
Consulta de Currículo

On line

Últimas Notícias
Notícias Anteriores

Notícias Antigas


Sintonia

 

 

Novos convênios

 


Guia Sindical

9218

Ultimas Noticias

09.07.2020 - Com disparada no Sul e MG, Brasil ultrapassa 67 mil mortes de brasileiros por Covid

Mundo registra 12 milhões de diagnósticos do novo coronavírus que já matou mais de 550 mil pessoas em mais de 180 países

O Brasil ultrapassou 1,7 milhão de pessoas infectadas e 67.964 vidas perdidas para o novo coronavírus (Covid-19), de acordo com os dados do Ministério da Saúde. Nesta quarta-feira (8), a Região Sul registrou o maior número de mortes confirmadas por Covid-19 em apenas 24 horas.

Com a disparada de casos confirmados e mortes de brasileiros pela Covid-19, Sul e Minas Gerais, junto com Mato Grosso se tornaram epicentros da pandemia no país. Nesta quarta-feira (8), o Brasil seguiu na marca de mil morte por dia em decorrência da doença - 1.223 óbitos e 44.571 novos casos registrados em 24 horas – e seguiu como o segundo país do mundo com maior número de casos e óbitos. O país está atrás apenas dos Estados Unidos onde os números de casos confirmados chegaram a 3 milhões e 134.291mil óbitos.

No mundo, foram registrados mais de 12 milhões de diagnósticos e mais de 550 mil vidas perdidas, de acordo com a Universidade Johns Hopkins dos EUA.

Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul contabilizaram 93 mortes, o recorde anterior na região foi no dia 2 de julho com 85 novos óbitos.

O Rio Grande do Sul registrou recorde de mortes. Em 24 horas, 37 pessoas vieram a óbitos em decorrência do novo coronavírus. O Paraná chegou ao seu segundo maior número da série histórica, com 43 óbitos, um a menos que no dia 2 de julho. Já Santa Catarina registrou 13 mortes.

As mortes em Minas Gerais aumentaram no mês de junho para 223,68% e os casos confirmados chegaram a 275,41%. O estado se tornou o quinto lugar em que a epidemia mais se agravou nesse período. De acordo com o boletim da Secretaria Estadual de Saúde, o estado registra 64.035 casos confirmados da doença e 1.355 mortes.

Minas Gerais vive situação dramática com explosão de casos da Covid-19. O estado vem registrando um aumento no número de infecções e sobrecarga no sistema de saúde. Em Belo Horizonte, por exemplo, 92% dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) estão ocupados. O pico da doença no estado é esperado para o dia 15 deste mês.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) classificou o estado do Mato Grosso como outro epicentro da epidemia. Ao longo do mês de junho, as mortes provocadas pela Covid-19 aumentaram 454,55% e os casos, 341,18%. A cada mil mato-grossenses, 3,15 foram testados positivos para o vírus até 19 de junho. Entre os mineiros, a taxa é de 5,54.

Ocupação de Leitos

Seis estados apresentam aumento de casos graves da Covid-19 e os sistemas de saúde já beiram o colapso. Até esta segunda-feira (6), Natal, Rio Branco, Curitiba, Cuiabá, Belo Horizonte e Florianópolis tinham mais 90% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados.

Já São Paulo, Rio de Janeiro, Manaus, Fortaleza e Recife são as capitais que já enfrentaram o pico da pandemia. Em São Paulo, por exemplo, a ocupação caiu para 64% nesta segunda-feira.

Em Pernambuco, a demanda por leitos de UTI continua em queda. A taxa de ocupação na rede pública estadual caiu de 77% para 72%. É o menor índice registrado desde o início de abril.

A capital pernambucana Recife apresenta uma desaceleração significativa no número de casos e mortes da doença. Nesta semana, a prefeitura desativou mais 90 leitos de enfermaria em um hospital de campanha. Até o momento, já são 300 leitos desativados.

fonte: CUT



Impressos


Rua Barão do Teffé, 252 - Bairro Menino Deus - Porto Alegre-RS CEP:90160-150

Fone:(51)3233.3500

webmail / Todos Direitos Reservados 2012