Seções

Denuncias/Sugestões
Sindicalize-se
Links

Bolsa de Emprego

Cadastro de Currículo
Consulta de Currículo

On line

Últimas Notícias
Notícias Anteriores

Notícias Antigas


Sintonia

 

 

Novos convênios

 



163

Ultimas Noticias

10/12/2012 Cariocas aprovam e assinam sua Convenção Coletiva de Trabalho

 

Os Radialistas cariocas, depois de uma intensa batalha na mesa de negociações, que se estendeu por 10 rodadas realizadas ao longo de dois meses e meio, finalmente foi assinado nesta sexta-feira, 7 de dezembro, a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria válida para o período de 1º de outubro de 2012 a 30 de setembro de 2013. A peleia que eles passaram é o que nos aguarda, mas, em hipótese alguma aceitaremos a introdução do Banco de Horas em nossa CCT.

O fechamento do acordo aconteceu após a aprovação da última contraproposta patronal pela maioria dos radialistas que participaram das assembleias, convocadas pelo Sindicato dos Radialistas/ RJ, que foram realizadas na capital e no interior entre os dias 30 de novembro e 6 de dezembro.

Pelo instrumento coletivo assinado, todos os profissionais radialistas do Estado do Rio de Janeiro – com exceção dos profissionais dos municípios de Campos e Italva, cujo reajuste foi acordado em Convenção Coletiva específica firmada em 22 de outubro de 2012 – terão seus salários reajustados em 6% (seis por cento) a partir de 1º de outubro deste ano.

Os pisos normativos tiveram um reajuste de 8% (oito por cento) e passam a ser os seguintes:

  • CAPITAL– Televisão: R$ 1.215,00 e Rádio: R$ 1.080,00
  • INTERIOR (DEMAIS MUNICIPIOS)– Televisão: R$ 864,00 e Rádio: R$ 778,00.

Quanto à Participação nos Resultados (PR) ou Abono – no caso de empresas sem fins lucrativos – a nova CCT traz um avanço em relação à anterior: o percentual passou de 40% para 42% (quarenta e dois por cento). A PR será paga com limitadores diferenciados, de acordo com o total de empregados radialistas de cada empresa, da seguinte forma:

*Empresas com até 50 radialistas – 42% do salário base.

Mínimo: R$ 461,00 – Máximo: R$ 1.382,00.

*Empresas de 51 a 100 radialistas – 42% do salário base.

Mínimo: R$ 503,00 – Máximo: R$ 1.910,00.

*Empresas de 101 a 500 radialistas – 42% do salário base.

Mínimo: R$ 503,00 – Máximo: R$ 2.111,00.

*Empresas de 501 a 1000 radialistas – 42% do salário base. Mínimo: R$ 587,00 – Máximo: R$ 4.221,00.

*Empresas acima de 1000 radialistas – 42% do salário base. Mínimo: R$ 587,00 – Máximo: R$ 5.360,00.

Outra expressiva vitória dos trabalhadores foi na questão das horas extras, que garante a exclusão da compensação das horas prestadas além da jornada normal em feriados nacionais, estaduais ou municipais, a partir 1º de dezembro, inclusive.

De acordo com os representantes dos trabalhadores, ainda não tenha sido o acordo ideal, a Convenção que acaba de ser renovada representa a vitória da determinação e da firmeza de propósito dos trabalhadores, que não se intimidaram diante da pressão feita pela bancada patronal para que o acordo fosse concluído logo após as primeiras rodadas, induzindo a categoria a pensar que era o Sindicato dos Radialistas/RJ quem estava “embarreirando” as negociações.

Entretanto, foi graças à perseverança e à certeza de que estavam adotando a estratégia correta, que os representantes da bancada profissional decidiram somente levar à apreciação do conjunto da categoria uma contraproposta que não representasse qualquer tipo de retrocesso em relação às conquistas já obtidas.



Impressos


Rua Barão do Teffé, 252 - Bairro Menino Deus - Porto Alegre-RS CEP:90160-150

Fones:(51)3029.4730, 3233.3500, 3019.6730 e 3024.4164

webmail / Todos Direitos Reservados 2012