Seções

Denuncias/Sugestões
Sindicalize-se
Links

Bolsa de Emprego

Cadastro de Currículo
Consulta de Currículo

On line

Últimas Notícias
Notícias Anteriores

Notícias Antigas


Sintonia

 

 

Novos convênios

 



4034

Ultimas Noticias

02.09.2015 - Salário-mínimo vai a R$ 865,50 a partir de janeiro do próximo ano

Os ministros Joaquim Levy (Fazenda) e Nelson Barbosa (Planejamento) apresentaram ontem (01), a proposta de Orçamento para 2016. As contas são um verdadeiro bande de água gelada aos cerca de 50 milhões aposentados e pensionistas do INSS.

O mínimo, atualmente em R$ 788, sobe, a partir de 1º de janeiro, para R$ 865,50. A diferença de R$ 77,50 tem apenas R$ 0,86 de ganho real, acima da inflação, estimada em 9,73%, o que não dá para comprar nem meia coxinha, vendida nos bares e lanchonetes por R$ 2,50.

Os beneficiários do INSS que ganham o piso, cerca de 22,3 milhões de pessoas, terão reajuste igual ao do salário-mínimo. Para quem recebe acima do piso, aproximadamente 9,7 milhões de beneficiários, o reajuste (sem ganho real) será de 9,73% em 2016. O teto de pagamento dos benefícios do INSS subirá para R$ 5,1 mil.

O aumento no salário-mínimo muda o valor do abono do PIS e a parcela mínima do seguro-desemprego. Ambas vão para R$ 865,50. O limite de pagamento das ações nos juizados especiais federais, de 60 salários-mínimos, passará de R$ 47.280 para R$ 515.930.

A contribuição previdenciária dos autônomos, de 20% do salário-mínimo, vai aumentar de R$ 157,60 para R$ 173,10. A contribuição do MEI (microempreendedor individual), hoje de R$ 86,68, passará para R$ 95,20.

Os critérios para participar dos programas sociais do governo também serão alterados. O limite máximo de renda mensal per capta para fazer a inscrição nos projetos vai subir de R$ 197 a R$ 216. De acordo com projeções feitas pelo governo, em 2017, o salário-mínimo será de R$ 910,40. No ano seguinte, o valor passará a R$ 957,80.

Em 2019, a previsão da equipe econômica é de que o piso nacional fique em R$ 1.020,80, com uma inflação de 4,5%.

A diferença de R$ 77,50 no salário-mínimo equivale a 22,1 passagens de ônibus, trem ou Metrô em São Paulo ou a 15,8 quilos do feijão tipo carioquinha.



Impressos


Rua Barão do Teffé, 252 - Bairro Menino Deus - Porto Alegre-RS CEP:90160-150

Fones:(51)3029.4730, 3233.3500, 3019.6730 e 3024.4164

webmail / Todos Direitos Reservados 2012