Seções

Denuncias/Sugestões
Sindicalize-se
Links

Bolsa de Emprego

Cadastro de Currículo
Consulta de Currículo

On line

Últimas Notícias
Notícias Anteriores

Notícias Antigas


Sintonia

 

 

Novos convênios

 



6881

Ultimas Noticias

29.11.2017 - Pesquisa mostra desigualdade salarial entre brancos e pretos no país

Mais uma vez, os dados nacionais confirmam a grande desigualdade entre brancos e pretos, e entre mulheres e homens, no Brasil.

Enquanto a população branca teve um rendimento médio mensal de R$ 2.810, em 2016, as pessoas pretas e pardas tiveram rendimentos de pouco mais de R$ 1.500, uma diferença de quase R$ 1.300.

A desigualdade é grande também entre os gêneros. O rendimento médio dos homens foi R$ 2.380, enquanto o das mulheres ficou em R$ 1.836.

Os dados do módulo rendimento de todas as fontes 2016, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, a Pnad Contínua, foram divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE.

A pesquisa mostra que as pessoas brancas apresentaram rendimentos 30% superiores à média nacional, enquanto as pretas e pardas, 28% e 29%, respectivamente, inferiores a mesma média.

A desigualdade entre os rendimentos de homens e mulheres é maior na Região Sudeste, que apresentou uma diferença de cerca de R$ 800, enquanto as regiões Norte e Nordeste mantiveram maior proximidade.

A pesquisa trouxe, também, os indicadores de concentração da renda no país. Um por cento das pessoas com rendimentos mais elevados, cuja média mensal real ficou em mais de R$ 27 mil, recebeu 36 vezes mais do que a metade da população com os menores rendimentos, cuja média mensal nacional ficou em R$ 747.

Essa média foi menor no Nordeste, com R$ 485, e na Região Norte, com R$ 560 reais.

O tipo de rendimento real mais comum entre os brasileiros é o proveniente do trabalho, que representa quase 75% do total.

Rendimentos de alugueis e arrendamentos e de pensão alimentícia, doação, por exemplo, também apareceram, mas em menores proporções.

Dentre o total de residentes no Brasil, 205,5 milhões de pessoas, mais de 60% possuia algum tipo de rendimento em 2016.

O rendimento médio mensal real nacional ficou em R$ 2.149 e a massa de rendimento total em R$ 191 bilhões. Fonte: http://radioagencianacional.ebc.com.br/economia/audio/2017-11/pesquisa-mostra-desigualdade-salarial-entre-brancos-e-pretos-no-pais

 



Impressos


Rua Barão do Teffé, 252 - Bairro Menino Deus - Porto Alegre-RS CEP:90160-150

Fones:(51)3029.4730, 3233.3500, 3019.6730 e 3024.4164

webmail / Todos Direitos Reservados 2012